#

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Foi o melhor que se arranjou #270


O Verão já vai quase no fim, mas ainda venho a tempo de dar o ar de minha graça com aquele que foi o padrão forte da estação: o padrão gingham ou vichy. Quadradinhos pequenos ou maiores, a cores ou a preto e branco, este padrão foi o furor da última temporada. É característico dos anos 50/60 - quem se lembra do vestido de noiva de Brigitte Bardot? -, mas voltou em força e tende a resultar super bem numa variedade de looks. Pessoalmente, não gosto de ver este padrão em vestidos. Digamos que cria um certo ruído visual, pelo menos aos meus olhos. Ah! Claro queeeeee, enfiadas numa peça deste padrão também corremos sempre o risco de ouvir piadolas como "estás de bibe?" ou ainda "boa toalha de mesa". Ah! ah! ah! que engraçadinhos! :D 

domingo, 3 de setembro de 2017

Retomar o bom hábito de ler


Uma das coisas boas do Verão (ou das férias, vá) é o poder dedicar-me um pouco mais à leitura. Na realidade, não é bem dedicar um pouco mais, mas sim muito mais já que ando quase um ano inteiro sem pegar num livro. Os fins-de-semana de chuva bem que são bastante propícios a uma boa leitura e não há nada melhor do que preguiçar no sofá em frente à lareira enquanto se devora uma boa história, mas espremido, espremido, devo ler umas cem páginas durante o ano. "Então e antes de deitar não dá para ler um pouquinho todos os dias?" perguntam vocês. Dar até dava não fosse eu pessoa de chegar à cama e aterrar logo, qual Bela Adormecida. Sucede que a minha rotina diária deixa-me um pouco exausta - é o trabalho, é a minha actividade física, são as lides domésticas, é o blog que também pede tempo de dedicação -, pelo que chegada a hora de descansar é para isso mesmo, fechar os olhos e "boa noite, até amanhã". Tem noites que ainda tento, mas basta ler duas/três frases para começar a revirar os olhos de sono.

Mas adoro ler e adoro a sensação de ter um livro nas mãos. Sempre que vou ao shopping (para além da Zara) tanto a Bertrand como a Fnac são lojas de paragem obrigatória. Adoro observar aquelas estantes repletas de livros e sentir aquele cheirinho a papel que ainda não foi lido. Pegar naqueles cujo o titulo me chama mais a atenção e ler a contracapa. Daqueles rituais que muito prazer me dá. Mas dizia eu que adoro ler. Acho que é muito pela capacidade de nos fazer abstrair do mundo à nossa volta e por estimular a nossa imaginação. Gosto de mergulhar de cabeça nas histórias, de construir os cenários, de dar um rosto às personagens e num ápice eu própria sinto que também sou personagem do livro. Enquanto lemos, acabamos por viver a história que nos estão a contar e é um momento nosso, de relaxe, de paz interior.  

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Estou quase a fazer anos e, atenção, são 30

Não é todos os dias que se faz trinta anos. Que se deixa os "bintes" para todo o sempre e que se muda de década. E eu só me pergunto: trinta, como é que vocês chegaram (ou estão a chegar) tão rápido? Bom, deixemos esta parte da crise existencial para outro dia e vamos ao que interessa: wish, wishWISHLIST. Simmmm, vocês que me desculpem mas trinta são trinta e eu aviso já que não me vou poupar nos pedidos, o que não significa, necessariamente, que vá ter sorte alguma, mas, senhores, sonhar não custa e quem não chora não mama e eu tenho de fazer uma wishlist à altura do acontecimento (já disse que são trinta?!). Como tal, não se assustem com o tamanho da lista, a ideia até era destacar 30 coisas susceptíveis de me serem ofertadas e de ficar nas nuvens, mas achei por bem ficar-me pela metade.
E vocês aí, simmmmm, vocês que estão a ler estas palavrinhas não se ponham ao fresco, hã!! Já vos aturo há quatro anos, pelo que mereço uma boa prenda pelos meus trinta anos de vida. Uma vaquinha entre todas não custa nada. Just saying.


quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Bolas, bolas e mais bolas!

Como vocês se portaram bem, e até são umas queridas, e eu até ando em falha para convosco e, acima de tudo, temos de ser umas pájoutras, aqui está uma breve compilação do que podem encontrar por aí de giro às bolinhas. Preparem-se para uma overdose de bolas.
De nada! :D


1- Guarda-chuva Zara (aqui) nota: a Mango também tem um mas branco às bolinhas pretas.
2- Lenço Zara (aqui)
3- Vestido Zara (aqui)
4- Vestido Uterque (aqui)
5- Vestido H&M (aqui) nota: a loja tem mais um ou dois vestidos giros neste padrão.
6- Blusa Zara (aqui)
7- Vestido Zara (aqui) nota: consta na minha wishlist de aniversário a apresentar amanhã :D.
8- Vestido Zara (aqui) nota: já cá canta e é super giro.
9- Casaco Uterque (aqui)
10- Sapatos Zara (aqui)
11- Blazer Zara (aqui)
12- Blusa Zara (aqui)
13- Top Zara (aqui)
14- Bandolete Zara (aqui)
15- Blusa Zara (aqui)
16- Vestido Zara (aqui)
17- Camisola H&M (aqui) nota: o pormenor nas costas é bueda giro, vale a pena ver.
18- Top H&M (aqui)
19- Calções Zara (aqui)



quarta-feira, 30 de agosto de 2017

O escândalo



Todos disponíveis numa Zara perto de si.

Só Deus pode julgar, mas quem é que ousa enfiar isto nos pés?!



terça-feira, 29 de agosto de 2017

Cenas que não interessam a ninguém*

Irmã da Gata anda em viagem, mais precisamente, num interrail com os amigos escuteiros**.
Gata pergunta à irmã se está a correr tudo bem.
Irmã da Gata diz que sim apesar de não fazer cocó desde que foi (já lá vão cinco dias).
Gata responde à irmã "a sério?! deves andar com merda até ao pescoço".


* eu avisei.
** será que aceitam lobitos com 30 anos?

Foi o melhor que se arranjou #269


Parecendo que não, estilo é muito mais do que seguir tendências. Trocando por miúdos, estilo passa por escolher a nossa roupa em função de nós mesmas e de acordo com o que nos faz sentir bem, e não em função do que se diz ser moda. E todas temos a nossa própria "assinatura de estilo", podemos é andar um pouquito desencontradas, principalmente, com esta coisa de seguir modas só porque sim.
E agora vocês pasmam "hum? oi? 'tá falando o quê mesmo? assinatura de estilo?!". Ora... Nunca vos aconteceu alguém chegar ao pé de vocês e fazer um comentário do tipo "epaa, isto é mesmo a tua cara"? Ou "vi uma peça numa loja e lembrei-me logo de ti"? Comigo já e com vocês acredito que também, e isso significa que temos o nosso estilo bem definido de forma a que outras pessoas o reconheçam facilmente. Resumindo: a nossa "assinatura de estilo" é composta pelas peças com as quais nos identificamos e que sabemos que são as peças que funcionam sempre connosco. Mais, são aquelas que nos fazem sentir bem e confiantes, que é o fundamental. Por exemplo, o meu guarda-roupa podia estar a rebentar pelas costuras com blazers, biker jackets, jeans, t-shirts com mensagens, roupa e acessórios às bolinhas, lenços, sapatilhas, biker boots e alguns pares de salto alto que eu estaria nas minhas sete quintas.

De facto, tenho algumas peças de referência com as quais me identifico bastante, mas hoje vamos falar de bolas. Eu A-DO-RO bolas gente. Vá, não sejam preservas, suas mentes porcalhonas, estou a falar do padrão às bolinhas ou polkadot (só para parecer mais chique). É o meu padrão favorito desde sempre (não é por acaso que a parede do meu closet é às bolinhas). Logo a seguir vêm as riscas e só muito depois o floral. Por acaso, agora que penso, não sou pessoa de florzinhas e cenas assim, à excepção do meu casaco e do meu hoddie lindo e fofinho ambos da Adidas que adoro de paixão.
Mas bolas é mesmo a minha cena (talvez tenha sido pin-up noutra vida). Mal avisto qualquer coisa às bolinhas numa loja, taauuu, lá vou eu de olhos em bico e passo acelerado quase a atropelar pessoas para pegar e ver. É bom de ver que a saia que vos mostro hoje foi amor à primeira vista. Nela sinto-me tipo a Carrie Bradshaw com os seus Manolo Blahnik nos pés. Bom, não sei o que é ter uns Manolo nos pés (duvido que alguma vez saiba), mas desconfio que vá dar ao mesmo.
Como sou uma pirosona do pior, não resisti em rematar o look com o meu turbante também ele às bolinhas. Ficou aqui todo um pandã que gostei bastante.

E vocês, se se portarem bem e se não me chamarem pirosona do pior (wuuuaaahhhh), pode ser que vos prepare um post com algumas peças giras às bolinhas que andam por aí nas lojas, porque sim, apesar de intemporal diz que é o padrão que vai arrasar nos próximos meses.