#

terça-feira, 22 de maio de 2018

Vestidos "Os apresentáveis"

Felizmente, nem tudo é mau, nem tudo são facadas no coração, nem tudo são decotes até ao pipi e rachas até ao queixo. Apresento-vos os melhores!


Raquel Strada


Quando a Raquel Strada aparecer mal, aí sim, o mundo está perdido. Escrevam.
Em 2016 estava maravilhosa num vestido verde garrafa, no ano passado deslumbrou num vestido preto irrepreensível e para este ano escolheu um vestido azul electrizante. O modelo não é propriamente algo de nunca antes visto, mas cumpre com os requisitos. E é a Raquel! Acho que pode aparecer em amarelo canário ou em cor de rosa Bubblicious que dificilmente irá desiludir. No entanto, não aprecio a maquilhagem deste ano e assim de repente é o único ponto negativo.

Vestidos "facadas no meu coração"

Por que é que me fizeram isto?! PORQUÊÊÊ?!!!
Snif
Snif

Acho que todas nós temos as nossas preferidas. Ou porque achamos que são as mais estilosas, ou porque por norma estão sempre impecáveis ou simplesmente porque simpatizamos. Tenho a Sara Matos e a Inês Castel-Branco nessa lista. E este ano estraçalharam-me o coração!!
E pensar naquele vestido vermelho plissado maravilhoso de 2016 da Inês ou até mesmo naquele look bem arrojado e ao melhor estilo de "bad girl" que tão bem lhe cai de 2015! No ano passado já não esteve no seu melhor, este ano então...facadas, facadas!! Sara Matos idem. Este ano decidiu arriscar (como a própria afirmou), mas correu mal a meu ver. Pela sondagem que fiz no Instagram, penso que a maioria partilha da mesma opinião negativa. Gosto da cor, adoro as risquinhas do vestido, mas aqueles espanadores nos braços matam-me!! Subiu ao palco sem eles e via-se um vestido um tanto ou quanto vulgar: um decote ali a acenar "olhem, estamos aqui" e uma racha igualmente apelativa. E eu sou daquelas que valoriza a lei da compensação.
Têm o próximo ano para se redimirem, caso contrário, passam a fazer companhia à Lili Caneças. OUVIRAM?





segunda-feira, 21 de maio de 2018

Vestidos "benzódeus!!!"


A bandeira gay deve ter chorado lágrimas de sangue.

Vestidos "havemos-de-estar-em-2030-e-a-levar-com-a-pose-à-Jolie"


Vestidos "folhinhos, folhinhos aos molhos, por causa de vocês choram os meus olhos"





Vestidos "solidariedade fatal"

R.I.P. bom gosto.


Não sei se é crise de menopausa, mas as cotas passaram-se da marmita ao decidir reutilizar os vestidos de finalistas das filhas.



Palavra de honra que às vezes pergunto-me se esta malta ousa sair assim à rua propositadamente.

Vestidos "não-sei-digam-vocês"

Antes de passarmos ao que realmente importa e ao que nos traz aqui hoje, pergunto, como é nunca se tinham lembrado de pôr o César Mourão a apresentar os Globos? Nada contra o Manzarra, que também é uma figurinha daquelas, mas gostei muito de ver o Mourão em palco a espalhar o pânico com as suas piadolas (ainda me pergunto qual seria a piada para o Daniel Oliveira). Depois de anos a levar com a Bárbara Guimarães (salvo seja) acho que é uma excelente aposta, mas ainda estou para perceber que raio de beijo foi aquele!!

Bom, gostos não se discutem, mas hoje também foi feriado municipal aqui na parvónia e tive de ir trabalhar na mesma, portanto, apetece-me descarregar toda a rabugice que (ainda) há em mim em alguém e eu sei que vocês também estão mortiiiiiinhas para soltar essa língua viperina.

Comecemos por uma categoria de vestidos assim meia soft, só para não entrarmos já a pés juntos.


Sónia Balaco


Percebo a pressão. Com tanta bola em tudo o que é loja, uma pessoa fica tentada até a casar de vestido às bolinhas. Eu, polkadotaholic assumidíssima, também era menina para levar um vestido às bolas aos Globos. Mas não este, que anda ali muito perto da camisa de dormir.
E vocês, o que acham?